Carta IEDI

Carta IEDI
Publicado em: 25/11/2016

No acumulado até setembro, todos os segmentos da indústria de transformação por intensidade tecnológica se retraíram frente a igual período de 2015, com o terceiro trimestre também registrando queda em todas.

Carta IEDI
Publicado em: 18/11/2016

Os resultados da indústria, do comércio e dos serviços no terceiro trimestre de 2016 sugerem que faltam forças dinamizadoras que coloquem a economia nos trilhos da recuperação.

Carta IEDI
Publicado em: 11/11/2016

A industrialização, segundo a Unctad, continua crucial na promoção do desenvolvimento e do crescimento econômico sustentado, o que torna preocupante a desindustrialização prematura por que passam alguns países, como o Brasil.

Carta IEDI
Publicado em: 04/11/2016

Em setembro, a produção industrial voltou a crescer, mas o terceiro trimestre do ano não escapou de fechar no vermelho.

Carta IEDI
Publicado em: 28/10/2016

As exportações de produtos da indústria de transformação finalmente tiveram resultado positivo no acumulado do ano até setembro de 2016. As vendas externas de todas as faixas por intensidade tecnológica cresceram à exceção da média-baixa.

Carta IEDI
Publicado em: 21/10/2016

O segundo semestre do ano começou dando indícios de que o nível geral da atividade econômica perdeu força. Em agosto, indústria, comércio e serviços apresentaram recuos substanciais e generalizados entre seus segmentos.

Carta IEDI
Publicado em: 20/10/2016

Organismos multilaterais (FMI, OCDE e Unctad) projetam desaceleração da atividade econômica e do comércio global em 2016, mas ligeira retomada em 2017, que pode contribuir para a recuperação da economia brasileira.

Carta IEDI
Publicado em: 14/10/2016

Os indicadores de rentabilidade das empresas não financeiras no primeiro semestre de 2016 mostram uma recomposição muito parcial, depois do tombo ocorrido no ano passado.

Carta IEDI
Publicado em: 07/10/2016

No atual momento, a indústria parece estar à espera de que fatores dinamizadores adicionais entram em operação, para finalmente pavimentar uma trajetória de recuperação.

Carta IEDI
Publicado em: 30/09/2016
A indústria continua essencial para o crescimento e o desenvolvimento econômico, por isso a desindustrialização prematura traz grandes riscos aos países que passam por um processo dessa natureza.
Carta IEDI
Publicado em: 23/09/2016
Desempenho da indústria de transformação latino-americana, puxada pelo Brasil, despenca enquanto a mundial cresce.
Carta IEDI
Publicado em: 16/09/2016
Os indicadores de desempenho da indústria, do comércio varejista e dos serviços do início desde segundo semestre de 2016 mostram que o nível de atividade econômica do país pode ter atingindo o vale da fase descendente do ciclo.
Carta IEDI
Publicado em: 09/09/2016
Indústria de transformação brasileira perde parcela no valor adicionado total produzido mundialmente, caindo da 6ª em 2014 para a 9ª posição em 2015.
Carta IEDI
Publicado em: 02/09/2016
No atual momento, a indústria parece estar à espera de que fatores dinamizadores adicionais entram em operação, para finalmente pavimentar uma trajetória de recuperação.
Carta IEDI
Publicado em: 26/08/2016
No 1º sem/2016, todas as faixas da indústria de transformação por intensidade tecnológica sofreram forte queda na frente a igual período de 2015. A faixa de média-alta intensidade sofreu a maior queda, de 13,5%.  Faixa de baixa intensidade, recuo de 2,6%, com o alento da recuperação da indústria de alimentos e bebidas.
Carta IEDI
Publicado em: 19/08/2016
Os dados sobre distribuição do valor adicionado de 129 grandes empresas industriais de 2013 a 2015 mostram uma perda de capacidade de o setor reter lucros, dificultando uma futura retomada dos investimentos.
Carta IEDI
Publicado em: 12/08/2016
O quadro geral da economia continua difícil, mas ao que parece o resultado do primeiro semestre de 2016 não foi tão ruim quanto o do final do ano passado.
Carta IEDI
Publicado em: 05/08/2016
A indústria no primeiro semestre de 2016 encontra-se em uma situação delicada, em que ensaia alguns passos na direção de uma recuperação, mas que ao mesmo tempo está vulnerável a revezes.
Carta IEDI
Publicado em: 29/07/2016
No 1º sem/ 2016, o saldo comercial dos bens da indústria de transformação teve déficit menor, de US$ 2,8 bilhões, mas com exportações cadentes. Porém a queda frente ao 1º sem/2015 decorreu de menor exportação apenas da faixa de média-baixa intensidade tecnológica. As três outras – de alta, média-alta e baixa – ampliaram suas vendas externas.
Carta IEDI
Publicado em: 22/07/2016
De 2014 a 2015, Brasil passa de 4º para 8º maior receptor de fluxos de investimento estrangeiro direto segundo ranking da UNCTAD.