Economia e Indústria - Comércio Exterior, Inovação e Sustentabilidade

ESTUDO
Publicado em: 27/10/2017

No terceiro trimestre de 2017, somente a faixa de alta intensidade tecnológica não conseguiu ampliar suas exportações, em contraste com o incremento de dois dígitos dos segmentos de média-alta e de média-baixa.

ESTUDO
Publicado em: 04/08/2017

O 2º trim/ 2017 concorreu bastante para o bom saldo comercial do 1º sem. E o superávit dos bens da indústria de transformação foram importantes para tanto. Tal superávit foi puxado pelo superávit da faixa de baixa intensidade e pela redução no déficit dos segmentos de alta e média-alta intensidade foram cruciais para tanto.

ESTUDO
Publicado em: 05/05/2017

À exceção da indústria de alta tecnologia, as exportações de todas as demais faixas cresceram no primeiro trimestre de 2017, o que não foi suficiente para evitar uma piora do saldo externo de manufaturados.

ESTUDO
Publicado em: 17/02/2017

O ano de 2016 encerrou com mais conjuntos de bens da indústria de transformação ampliando suas exportações. Três das quatro faixas de intensidade tecnológica exportaram mais do que em 2015: as de alta, média-alta e baixa intensidade. 

ESTUDO
Publicado em: 26/01/2017

A desvalorização cambial entre 2012 e 2015 contribuiu para atenuar a concorrência chinesa nas três principais regiões de destino das exportações brasileiras de bens manufaturados.

ESTUDO
Publicado em: 28/10/2016

As exportações de produtos da indústria de transformação finalmente tiveram resultado positivo no acumulado do ano até setembro de 2016. As vendas externas de todas as faixas por intensidade tecnológica cresceram à exceção da média-baixa.

ESTUDO
Publicado em: 29/07/2016

No 1º sem/ 2016, o saldo comercial dos bens da indústria de transformação teve déficit menor, de US$ 2,8 bilhões, mas com exportações cadentes. Porém a queda frente ao 1º sem/2015 decorreu de menor exportação apenas da faixa de média-baixa intensidade tecnológica. As três outras – de alta, média-alta e baixa – ampliaram suas vendas externas.

ESTUDO
Publicado em: 08/04/2016

No 1º trim/ 2016, o saldo externo dos bens da indústria de transformação registrou déficit de US$ 2,0 bilhões, com queda nas exportações. Mas as faixas de alta e de média-alta intensidade tecnológica ampliaram suas vendas externas. Já a de média-baixa voltou à condição superavitária e a de baixa intensidade teve superávit recorde para 1º trimestre.

ESTUDO
Publicado em: 26/02/2016

Em ano de superávit comercial e menor déficit em bens típicos da indústria de transformação, dos 19 agrupamentos da classificação da OCDE por intensidade tecnológica, só dois exportaram mais que em 2014: um de alta intensidade e outro de baixa.

ESTUDO
Publicado em: 19/02/2016

Contribuição do IEDI ao documento “Proposta da Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação 2016-2019”, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

ESTUDO
Publicado em: 12/02/2016

Fatores conjunturais e estruturais explicam a menor intensidade do ajuste externo em 2015 relativamente ao registrado em 2002.

ESTUDO
Publicado em: 29/01/2016

Em dez anos, Brasil caiu dez posições no ranking da complexidade das exportações, ocupando a 51ª posição em 2014.

ESTUDO
Publicado em: 30/10/2015

A balança comercial dos bens da indústria de transformação traz um recuo no déficit, porém decorrente de queda maior das importações do que das exportações. Só a faixa de alta intensidade tecnológica não teve retração nas exportações. A faixa de baixa intensidade permanece como a única superavitária.

ESTUDO
Publicado em: 17/07/2015
Estudo de iniciativa do IEDI e da Fiesp que objetiva analisar a estrutura tarifária brasileira.
ESTUDO
Publicado em: 12/06/2015
Estudo do IEDI que aponta que a Política de Comércio Exterior do Brasil precisa ser revista e reestruturada para que promova a real inserção do País no comércio internacional.
 
 
 
ESTUDO
Publicado em: 31/03/2014
Levantamento do IEDI sobre o impacto de nossas exportações e importações na hipótese de celebração de acordos com 11 países ou blocos. As simulações incluem a queda de barreiras tarifárias e não tarifárias.
ESTUDO
Publicado em: 21/06/2013
Estudo acerca de acordos comerciais internacionais e a posição brasileira.
ESTUDO
Publicado em: 06/02/2012
Este survey revela um quadro da compreensão que possuem os principais líderes empresariais atuantes no país acerca da inovação. Há um crescente comprometimento destes dirigentes com esta agenda e um perfeito entendimento que ela será decisiva para a capacidade de competir de suas empresas.
ESTUDO
Publicado em: 23/11/2011
O gasto em P&D da China, em relação ao PIB, tem crescido a taxas elevadíssimas nos últimos anos e é hoje cerca de 40% maior que o do Brasil. Medido em dólares americanos pelo poder de paridade de compra, PPC, os dispêndios anuais em CT&I são seis vezes e meia maior na China relativamente aos registrados no Brasil.
ESTUDO
Publicado em: 23/09/2011
A China planeja se tornar um dos países-líderes mundiais em tecnologia e inovação até 2020.